.

sábado, 2 de fevereiro de 2008

Um anjo em ascensão

Este é o mês do Carnaval. Quero inaugurar os postais deste mês cumprindo a promessa que aqui fiz de ir mostrando caricaturas de notáveis locais. Aqui vai uma:



Ex-vereador, director - presidente (ou lá o que é) de várias empresas públicas, deputado do PSD com uma actividade frenética e incansável (ver aqui), ainda tem tempo para pertencer grupo parlamentar de amizade Portugal - Cuba. E queimar uns puros, que um homem não é de ferro.

Ainda recentemente, a propósito de um decreto governamental aprovando a transferência a custo zero para as Câmaras municipais dos terrenos desafectados às administrações portuárias, o ouvimos dizer: “Sou contra a especulação imobiliária, mas os terrenos da zona ribeirinha também não podem ser transferidos para depois ficarem sem nenhuma hipótese de utilização.”

Qual Calisto Elói, sempre em defesa dos valores do Portugal profundo, ainda ontem o vi no Parlamento, muito contrito por detrás de Santana Lopes, enquanto este apresentava, cem anos depois do real passamento, uma proposta de voto de pesar pela morte “de S. A. R., O rei Dom Carlos”.
Espero que a este (re)eleito pelo sempre soberano e sábio povo do distrito de Coimbra, não lhe aconteça o mesmo que ao anjo de Camilo.
Que nunca se deixe seduzir pelo luxo e pelo prazer e nunca caia na malhas insidiosas da depravação. A bem da nação.
.

1 comentário:

Afectos disse...

Idem. Gosto particularmente desta obra sempre apicável de Camilo. Não me me canso de pensar.