.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Millôr Fernandes (1924-2012)



Só se morre uma vez, mas é para sempre Millôr Fernandes
.
Sem nada que dizer, ou desenhar, utilizo um desenho de Sponholz, outro grande cartunista do Brasil, que acabo de descobrir. Ele também sabe meter tudo o que é realmente importante, ou seja o verdadeiro espírito da coisa, num desenho simples ou numa frase curta. Ou em ambos. Como Millôr.
.

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Fica-lhe bem essa humilde solidariedade entre iguais...

cid simoes disse...

Fonte de tanta alegria justifica a tristeza por nos deixar.