.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O banqueiro doutor




Eu já fui ministro da fazenda. Para se ser ministro não é preciso saber de finanças; basta conhecer alguém que saiba Fernando Henrique Cardoso


. A pérola (em epígrafe), soltada uma vez pelo ex-presidente do Brasil, corrobora, postumamente e em glória, o telegráfico poema (de um só verso) de Jorge de Sena, Em louvor do Brasil: “tal pai, tal filho”. .


Mas Portugal, como de costume, já vai na frente. E sempre apostado em dar razão ao poeta.
O novo governo da república tem, por exemplo, um ministro da saúde que, como é óbvio, não sabe nada de saúde. O homem sabe, é de finanças.
Paulo Macedo, de sua graça, é filho de um comunista. Nem mais. Mas ele viu a luz. Fez-se banqueiro. E foi tão iluminado que agora sente-se “confortável dentro da área dos partidos do arco da governação”..


A prova que o homem sabe muito de finanças é que mandou os gestores dos hospitais fazerem ainda mais cortes. Como toda a gente sabe que quem faz cortes nos hospitais são os cirurgiões, o resultado óbvio de tal directiva é que estes, naturalmente, irão passar a cortar menos. Ora, como mais vezes menos dá menos (+x-=-), o mais certo é que o SNS ainda venha a dar lucro. Depois privatiza-se, claro. -Porque pensam que nomearam eles um banqueiro ministro da Saúde?

..
Outra prova de que o homem sabe paletes de finanças e que para além disso, tem um forte sentido da justiça (herdado do pai, disse ele à Visão), é que ele acha que as remunerações pagas aos altos funcionários do governo “não são as adequadas e põem em perigo a possibilidade de se atrair as melhores pessoas" (as mais competentes, como ele, naturalmente). Em resumo, o homem acha que está a ganhar pouco.

.. Seja como for, agora só temos que fazer figas e esperar que ele conheça mesmo alguém que saiba de Saúde; ou seja, “as melhores pessoas”. Para brincarem aos médicos.

.. Enquanto isso, nós, sei lá, sempre podemos recitar, já não Em louvor do Brasil mas A Portugal, do mesmo Jorge de Sena. Mas em voz alta. Porque é de gritos..


.

2 comentários:

cid simoes disse...

Os genes são mesmo velhacos. O Moita Macedo comunista, pintor e poeta deu-nos isto, e o António Costa o tal da CML também degenerou.E há até quem se lamente:Genes, genes era dantes...

NC disse...

Encontrei o seu blog através do Disindente-X, e queria felicitá-lo. Ao ler o seu blog fico surpreendido e feliz por ver tanta qualidade: excelente desenho, sentido de humor, e aguda consciência da nossa realidade. Ao ler Jorge de Sena, fico fleiz tammbém por não ser o único a ter esses sentimentos. Há mais de 10 anos que trabalho fora do País apesar de ainda viver em Portugal, e no inicio transportava o País aos ombros como se fosse responsável por algo que não controlo. A fazer amigos de cores e sitios diferentes, acabei por encontrar a total liberdade.
Cumprimentos,
Nuno Correia