.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

ameizingue


Miguel Cadilhe é um administrador de ponta - o que num país com as business schools mais cotadas do planeta, não admira (o que admira é o país estar arruinado).

Já foi ministro de Cavaco. Agora dá aulas de economia e gestão na universidade católica do Porto. Mas entretanto administrou montes de merdas e até bancos.

Quando foi administrar a massa falida do BPN, a primeira providência que tomou foi tratar da sua própria reformazinha. 
Entretanto, foi notícia como testemunha (deduzo que abonatória) de Duarte Lima (com Oliveira e Costa e outros concerteza também muito abonatórios e respeitáveis administradores).

Recentemente foi condecorado por Rui Rio, certamente por altíssimos e desinteressados serviços prestados à mui nobre, sempre leal e imbicta cidade do Porto. 
.
Agora, com todo o prestígio que um currículum destes importa, Cadilhe apoia a candidatura de Luis Filipe Menezes à Câmara Municipal do Porto. Nem mais.
Mas só se ele "garantir a sustentabilidade das contas da autarquia".
Ah pois, porque Cadilhe é muito exigente  em questões de rigor e sustentabilidade e o caralho, ou lá o que é.

.

3 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

vendamos pois o ouro para reformar estes estadopatas e o populacho que se quilhe ou se cadilhe que vai dar ao mesmo.

Rogério Pereira disse...

Mais um com o BPN no ADN...

...e que bem apanhado o traço desse madraço... é mesmo assim!

platero disse...

e na pasta as comissões
da venda do OURO

as comissõezinhas