.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

A silly season


No dia de Natal, no Congo, cem pessoas foram massacradas dentro de uma igreja.
Na faixa de Gaza também continua o natal dos hospitais.
Um pouco por todo o lado também continuam as fraudes em pirâmide, os leilões de arte e até, claro, os jantares de caridade.
Não sei explicar porquê, nesta época do ano acontece também, quase fatalmente, o desaparecimento de um qualquer vulto do Jazz. No ano passado foi Oscar Peterson. Este ano, Freddie Hubbard.
Eu também não me sinto lá muito bem.
Por todo o mundo, as pessoas preparam, efusivas, o “reveillon”. Eu não consigo compreender esta estranha e globalizada “alegria”.
Bom Ano Novo.
Todos sabemos que para o ano há mais.
.
Ao alto, pormenor do desenho nº VIII de O Festim do Fauno.
.

1 comentário:

Eduardo P.L disse...

Fernando,

BOM 2009.

Abçs