.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

retrato de minha avó, 1999

.
(acrílico s/tela 100x100)

“Os únicos retratos credíveis são aqueles
em que há pouco do modelo e muito do artista”
Oscar Wilde

Esta pintura foi uma encomenda de Júlio Oliveira, presidente da Junta de Freguesia da Tocha. A ideia, de Mário Silva, era encomendar a 12 artistas pinturas originais para uma exposição e para editar um “calendário do século” (estávamos em 1999). Cada artista ilustraria o seu mês de nascimento
Como sempre acontece comigo, o tempo foi passando, uma tela quadrada e branca de 100x100 olhava para mim, a data da inauguração aproximava-se… e nada.
Na véspera, Filinto Viana alertou-me, preocupado, para a inauguração, que seria no dia seguinte. Nessa mesma tarde esbocei uns traços vagos do que seria este retrato de minha avó, ideia que já vinha acalentando há algum tempo, (embora não para esta finalidade). No dia seguinte ao fim da tarde concluí o quadro, que iria representar o mês de Agosto, ainda a tempo da inauguração, aonde chegou fresco…numa noite fria de Novembro. Compôs uma bela exposição, que a Junta de Freguesia adquiriu, embora o projecto do “calendário do século” nunca se tenha concretizado.
Foi assim que o retrato da minha avó foi parar à Tocha, terra que ela, com certeza nunca deve ter ouvido falar.
E é na Tocha que pode ser visto, no Salão nobre da Junta de Freguesia, junto das pinturas dos meus colegas Mário Silva, Michael Barrett, Capote, Chuva Vasco, Óscar Fragoso, Jacqueline Moys, Gervásio Luís, Sandra Ferro, Cruz Santos, Filinto Viana e Jorge Rodrigues.
.
.

2 comentários:

Afectos disse...

Não conheci a minha avó paterna. Mas sei que era como o meu pai. Talvez um dia faça um rabisco (coisa minha) dela...

António Sabão disse...

Excelente este trabalho! Parabéns:-)