.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Que lindo.


.
Este ano, na Figueira da Foz, o verão está como nunca.
E o que eu acho, de facto, extraordinário é que basta um fogo de medianas proporções ameaçar vidas e bens numa freguesia rural para fazer sobressair, na sede do concelho, todo o esplendor rutilante da mais alvar e ambarina estupidez.
.
Pela baba fascinada, alarve e candidamente sincera deste género de cretinos desvanecidos, dir-se-ia mais uma das iniciativas desse imarcescível promotor de eventos que é o prodigioso presidente da Junta de Buarcos.
Mas não. A coisa até tem uma moldura cor de laranja. Vejam aqui
É ou não é um espectáculo, a estupidez? 
- Brutaaal
.
A foto, de Bárbara Monteiro Oliveira, foi-me “oferecida” pelo Daniel Abrunheiro, via Face Book.

3 comentários:

Rogério Pereira disse...

Estética do horror?

Fernando Campos disse...

Não chega a tanto, caro Rogério.
Receio que seja muito mais pueril. Suspeito que seja apenas uma espécie de expressão poética (um arroubo) da mais simples palermice.

Rogério Pereira disse...

Palermice, ou não, inspirou meu post de hoje. Fiz link.