.

domingo, 3 de junho de 2012

O agente-indiscreto


.
Jorge Silva Carvalho é um espião imperfeito.
É uma espécie de cruzamento entre o Dr. Strangelove e o inspector Clouseau: parece um personagem saído das imaginações delirantes de Stanley Kubrick e de Peter Sellers.
.
Mas, palavras para quê, tal como o nome indica, Silva Carvalho é um espreita português. 
Todavia ao contrário de outros espiões que se encarregam de obter o máximo de informação com o mínimo de exposição, o agente Silva Carvalho é um pavão envaidecido e prepotente que pressiona e influencia de aventalinho, por e-mail ou SMS, tem agendas em telemóveis e, cereja no topping, até tem uma página no FaceBook onde partilha, com o mundo e o seu vasto número de amigos, os seus estados de alma (ou seja, o homem parece um elefante numa loja de porcelanas – por onde passa deixa pistas). Isto claro, depois de se ter passado  (ongoing, you know) para a privada e de ter continuado a espreitar a vidinha íntima de quase toda a gente que importa. Depois disso ainda pretendeu (junto de quem de direito) ser o chefe máximo das Secretas. Em resumo, o agente Silva Carvalho parece-me um rematado idiota. Um perfeito imbecil.
Mas faz sentido. Só pode. Portugal é o lugar do mundo onde o único requisito exigido a alguém para o desempenho dos mais altos cargos (os de verdadeira responsabilidade) é a mais alarve estupidez.

O mais alto magistrado da nação aí está que não me deixa mentir.

-

2 comentários:

cid simoes disse...

Estou a criar pombos-correios para oferecer às "secretas(?)" mas não quero que isto se saiba.
- mais um post com a marca 'FC'.

Rogério Pereira disse...

Secretos? só do (verdadeiro) porco...